voltarVoltar

AllowMe marca presença em evento sobre proteção de dados

Alexandre Rodrigues
Siga no Linkedin

Data Protection Forum vai reunir especialistas do mercado para discutir boas práticas do segmento e também apontar como as tecnologias de reconhecimento facial atendem a princípios estipulados pela LGPD.

A proteção de dados é um tema que tem ganhado cada vez mais espaço dentro das companhias, muitas das quais têm hoje grandes bancos de dados preservados digitalmente. Nos últimos anos, principalmente após o avanço da pandemia – grande propulsora da digitalização de uma série de processos e negócios –, essa discussão tem ganhado mais uma camada: é possível assegurar a privacidade e a segurança de um usuário fazendo uso de tecnologias de reconhecimento facial?

O questionamento é o ponto de partida do painel Descomplicando a Biometria, que marca a participação da plataforma de prevenção à fraude AllowMe na 5ª edição do Data Protection Forum. Organizado pelo TI Inside, o evento ocorre no dia 27 de setembro, no World Trade Center de São Paulo, na zona sul da capital. Governança de dados, boas práticas do segmento e as mudanças após a adoção da LGPD são outros temas que serão discutidos ao longo da programação.

“Não há como falarmos de privacidade sem relacioná-la com a proteção de dados. As tecnologias de reconhecimento facial têm se tornado cada vez mais presentes no nosso cotidiano e, quando o cliente opta por barrar a verificação de sua identidade digital, ele muito provavelmente está colocando em risco sua conta. As verificações são um atestado de segurança e não de violação da sua privacidade”, afirma Fernando Guariento, gerente de Professional Services do AllowMe.

Apesar da ausência de uma lei própria, o uso de tecnologias de reconhecimento facial tem sido discutido por legisladores no mundo todo. No Brasil, tal como na Europa e nos Estados Unidos, o tema é regido por leis de proteção de dados. Em vigor desde 2020, a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) estabelece, entre outros pontos, que ao utilizar ou planejar o uso de uma tecnologia de reconhecimento facial, é indispensável às empresas transparência junto a seus clientes. Os usuários precisam ser informados, por exemplo, acerca da finalidade específica para a qual seus dados biométricos serão aplicados. 

“Se atentar para a proteção de dados e a prevenção de fraudes é algo que interessa tanto às empresas quanto  aos usuários. Se pensarmos em um banco, por exemplo, assegurar a identidade de um cliente é algo de extrema importância para a sustentabilidade de seu negócio, claro, mas também para a proteção do patrimônio daquele que faz uso de seus serviços. Ambos podem ser lesados por eventuais fraudadores”, pontua Mariana Ceridono, consultora jurídica sênior em Proteção de Dados e  Compliance da Tempest, empresa de cibersegurança proprietária da plataforma AllowMe. “Nesse sentido, podemos dizer que as tecnologias de reconhecimento facial acabam funcionando como ferramentas capazes de garantir ao usuário o direito fundamental de proteção de seus dados pessoais”, reforça.  

O Data Protection Forum tem como público-alvo empresas e profissionais que trabalham com grandes bases de dados pessoais, independente da indústria a qual pertencem. São CIOs, CISOs, CMOs, diretores jurídicos, advogados, profissionais de governança e compliance de empresas de comunicação, marketing, educação, finanças, varejo e tantas outras. 

Mais informações e inscrições pelo site do evento: https://dataprotectionforum.com.br/

Data Protection Forum

Local: WTC Events Center, Av. das Nações Unidas, 12551
Dia: 27 de setembro, das 9h às 18h

Palestra Descomplicando a BiometriaHorário: 11h30

Fernando Guariento, Head of Professional Services
Mariana Ceridono, Senior Legal Counsel, Data Protection and Compliance Officer

Veja também: 

No e-book Biometria Facial Potencializada, Como a prevenção à fraude em camadas aumenta a segurança de negócios digitais, falamos sobre como a plataforma AllowMe ajudou a otimização de investimentos em um banco digital, reduzindo em 85% o custo da análise. Além disso, abordamos conceitos relacionados à biometria facial e qual a melhor maneira de utilizá-la para mitigar riscos.

Acompanhe as novidades

icone correio

Assine nossa newsletter gratuita

Fique por dentro de todos os conteúdos sobre proteção de identidades digitais