Uma nova funcionalidade já disponível na plataforma do AllowMe permite validar se o dispositivo móvel que está sendo utilizado para criar a transação está localizado fora do raio de um determinado endereço informado pelo cliente.

Isso possibilitará que as informações enviadas pelos clientes sejam validadas no momento da transação e em milissegundos, dentro da mesma plataforma utilizada para análise contextual de dispositivos.

Esta nova funcionalidade pode ser utilizada tanto para validação de endereços em compras no e-commerce como para criação de contas e alterações cadastrais em serviços on-line – incluindo e-wallets e bancos digitais.

Como funciona a nova regra

O próprio cliente AllowMe tem a liberdade de escolher a tolerância do raio para esta nova regra, que está disponível para todos os clientes do nosso produto Contextual. A distância escolhida pode ser definida pelo próprio cliente (como, por exemplo, uma margem de 500 metros).

Com isso definido, a validação de endereços passa a estar acoplada à validação do dispositivo do usuário no momento da transação. Tudo dentro da mesma plataforma, e acrescentando importantes variáveis de análise às centenas de métricas que o AllowMe já monitora para analisar ações on-line em apps ou sites.

Um detalhe importante: esta funcionalidade está disponível apenas para ações realizadas por dispositivo móvel (não por desktop/browser) e depende da autorização do cliente final para a coleta da localização no app.

A análise de endereço é feita automaticamente por geolocalização, não inclui verificação e cruzamento de dados cadastrais (para esta necessidade temos o produto Onboarding) e não interferirá no tempo de respostas da API do Contextual. Isso significa que a validação seguirá sendo feita em menos de 1 segundo.

Abaixo, veja cadastros sem ser validados por não possuírem localização:

Caso de uso: E-commerces e pagamentos digitais

O novo lançamento do AllowMe pode ser utilizado para enriquecer análises de risco em e-commerces ou serviços que aceitem pagamentos digitais. A nova regra é capaz de observar se há alguma relação ou um contexto entre o endereço do qual o cliente está realizando a transação e aquele no qual será realizada a entrega ou será prestado o serviço adquirido.

É crucial informar que esta nova regra não se sobrepõe a todas as outras já coletadas pelo AllowMe. Ou seja: se um cliente usualmente do Recife está em São Paulo realizando uma compra on-line para entrega em um endereço em Belo Horizonte, não significa necessariamente que esta transação fraudulenta: ela apenas não se engloba no raio esperado.

Há inúmeras outras variáveis que o AllowMe pode observar para realizar a autenticação (ou não) daquela transação. Nossa nova funcionalidade de validação de endereço é mais um componente.

Caso de uso: Proteção de áreas logadas

A nova funcionalidade do AllowMe pode ter outros usos que não necessariamente pagamentos, e é possível utilizá-la também para reforçar a proteção a áreas logadas – e, consequentemente, a proteção das identidades digitais de seus clientes.

Tentativa de login por parte de um dispositivo completamente novo e em uma localização muito afastada do raio esperado? Suspeito…

Mais suspeito ainda se, neste acesso, há uma tentativa de alteração cadastral – especialmente de endereço, não acha?

Mas, como explicamos, a geolocalização não é o único fator levado em consideração. Cada transação tem inúmeras variáveis analisadas, principalmente em relação ao dispositivo que o cliente utiliza na navegação e o contexto do uso.

De qualquer maneira, a validação de localização dentre de um raio esperado, o AllowMe incrementa a proteção aos serviços digitais que querem oferecer uma melhor experiência para seus usuários, mas, ao mesmo tempo, com segurança.

Gostou de mais essa novidade? Se você já é cliente AllowMe e tiver alguma dúvida, é só entrar em contato com o time de atendimento responsável pela sua conta.

Agora, se você ainda não conta com o AllowMe para proteger a identidade digital de seus clientes, nosso time comercial está à disposição para te ajudar! Para entrar em contato, basta preencher este formulário!