voltarVoltar

Biometria Facial é a bala de prata da vez?

Alexandre Rodrigues
Siga no Linkedin

Assista a palestra e saiba mais

Globalmente, das organizações que sofreram fraudes nos últimos dois anos, quatro em cada dez registraram algum tipo de delito associado a plataformas digitais

É o que aponta a Pesquisa Global sobre Fraudes e Crimes Econômicos 2022 da PwC, que envolveu 1.296 executivos em 53 países e regiões. 

A pandemia, à medida que forçou as organizações a acelerarem sua transição para operações digitais, fez também com que aumentasse ainda mais essa vulnerabilidade. E o impacto financeiro e reputacional é alto para as organizações de todos os portes. 

E é justamente neste cenário, em que as operações digitais crescem e as tecnologias evoluem tanto para o bem quanto para o mal, que surge a biometria facial

E, como para cada novidade no mercado de prevenção a fraudes surgem também as mais inovadoras formas de burlar essas tecnologias, com a biometria facial não é diferente.

Sobre este tema, Natália Camargo, Segurança do Produto da Pernambucanas e Gabriel Glisson, Professional Services do AllowMe, apresentaram na última edição da FEBRABAN TECH a evolução da biometria facial e suas vulnerabilidades, e questionaram: a Biometria Facial é a bala de prata da vez? 

CONFIRA COMO FOI A PARTICIPAÇÃO DO ALLOWME NO EVENTO

Em sua palestra, Natália e Gabriel passam por temas como: experiência do usuário aperfeiçoada,  os tipos de fraudes mais recorrentes na biometria facial, otimização de custos no fluxo, entre outros. 

Veja também: 

Para descobrir como mitigar essas fraudes e ainda entender os impactos na experiência do usuário e nos custos de uma operação antifraude bem orquestrada, acesse o conteúdo completo da palestra aqui

Biometria Facial é a bala de prata da vez? | Palestras AllowMe na FEBRABAN TECH 2022

O FEBRABAN TECH 2022 também foi palco para o lançamento do e-book:  Biometria Facial Potencializada, Como a prevenção à fraude em camadas aumenta a segurança de negócios digitais

Neste estudo falamos sobre como a plataforma AllowMe ajudou a otimização de investimentos em um banco digital, reduzindo em 85% o custo da análise. 

E abordamos conceitos relacionados à biometria facial e qual a melhor maneira de utilizá-la para mitigar riscos.

Acompanhe as novidades

icone correio

Assine nossa newsletter gratuita

Fique por dentro de todos os conteúdos sobre proteção de identidades digitais