voltarVoltar

Como defender o budget da sua operação de prevenção a fraudes

Redação AllowMe
Siga no Linkedin

No último mês de agosto aconteceu em São Paulo, a 32ª edição do FEBRABAN TECH 2022, o maior evento de tecnologia e inovação do setor financeiro da América Latina, e o AllowMe contou com uma programação exclusiva sobre prevenção a fraudes. 

Saiba mais: 

COMO FOI A PARTICIPAÇÃO DO ALLOWME NO FEBRABAN TECH 2022 

A palestra intitulada “Como defender o budget da sua operação de prevenção a fraudes” foi apresentada por Lívia Soares, CRO do AllowMe e Leandro Garcia, fundador da 4Axon – Prevenção e Meios de Pagamento, e fala sobre como tornar a área de prevenção a fraudes realmente relevante para o negócio, gerando receita ao invés de ser uma área que só foca em pegar um percentual pequeno de fraudadores.  

Para Lívia, o tema pode parecer óbvio, mas é de extrema relevância, e reforça que as dificuldades estão ligadas à fase de maturidade de cada empresa, e em como isso é priorizado nas mesas de discussões da vice-presidência, conselhos e presidência. 

Leandro, que possui 25 anos de mercado, conta que quando iniciou, a área se preocupava muito em identificar o fraudador e o que fazer com ele, mas com o tempo isso foi mudando, vieram as ferramentas, as equipes foram se aprimorando, e as empresas começaram a ver que prevenção à fraude é uma área estratégica para o negócio.

“Hoje em dia, o que eu tenho mais visto, são as empresas que trazem os melhores resultados em prevenção a fraude, essa discussão está no topo da cadeia, no nível de CEO, de conselho, de diretoria. E as áreas de prevenção a fraude estão cada vez mais envolvidas com as áreas de produto, comercial, atendimento ao cliente. Ou seja, ela deixa de ser uma área de custo”, explica ele.

Para Lívia, a reversão da visão de que a área de prevenção à fraude é uma geradora de custos é um importante desafio, e conclui: “Acredito que o mais importante, a mensagem que nós queremos passar, é a importância desse tema; de olhar tecnologias novas que estão sendo lançadas, pensando na experiência do cliente bom, e não fazer o contrário: não começar do operacional para depois tentar ir para o estratégico”

Para além da importância do debate sobre o tema, os palestrantes se aprofundam em questões sobre otimização de custo, ROI, prevenção à fraude como área provedora de informação e inteligência de dados sobre o bom consumidor, composição de budget de prevenção a fraude, ferramentas e ainda comentam cases e muito mais.

Ficou interessado em saber como fazer da sua área de prevenção à fraude uma geradora de receitas? 

Acompanhe as novidades

icone correio

Assine nossa newsletter gratuita

Fique por dentro de todos os conteúdos sobre proteção de identidades digitais