Os vazamentos de dados são cada vez mais recorrentes, com um aumento de impressionantes 493% no Brasil, segundo pesquisa divulgada recentemente pelo Massachusetts Institute of Technology (“MIT”). Apenas em um desses vazamentos registrados só em 2021, mais de 223 milhões de CPFs foram comprometidos, o que representa um número maior do que o de brasileiros vivos, segundo o IBGE.

Em uma época em que os dados se tornaram uma commodity, conseguir identificar alguma dessas informações pertencentes a um cliente final foram comprometidas é fundamental para conseguir evitar prejuízos, não só financeiros como na imagem da marca.

Isso porque fraudadores podem facilmente utilizar os dados de um CPF vazado para efetuar golpes, como aberturas falsas de contas – ou até mesmo o roubo de uma conta, caso ele obtenha ainda mais informações.

E uma nova regra criada pelo AllowMe vai ajudar nossos clientes da plataforma Contextual a lidar com esse problema. Disponibilizada tanto para web quanto para mobile, a nova funcionalidade verifica se o CPF foi comprometido em vazamentos de dados relevantes e calcula o impacto que o uso desta informação pode ter para o risco de fraude para determinada transação.

Como funciona?

A nova funcionalidade lançada por nosso time de desenvolvimento une a identificação de um dado vazado com a análise do contexto do dispositivo, que pode ser muito efetiva na prevenção à fraude.

Contando com uma incomparável inteligência de ameaças (threat intelligence) da Tempest, a maior empresa de cibersegurança na América Latina, conseguimos analisar com rapidez a atualização das informações vazadas, além da identificação de mudanças no dispositivo usado de forma recorrente por uma determinada pessoa.

Ou seja: o uso de um CPF que já esteve presente em vazamentos de dados no passado não implica, necessariamente, em um uso indevido daquela informação. No entanto, a nova funcionalidade do nosso produto faz esta verificação de maneira inteligente, sem prejudicar clientes legítimos que queiram utilizar plataformas digitais. Caso o dispositivo utilizado pelo cliente, por outro lado, desperte risco de fraude, nossa plataforma barrará aquela transação.

Benefícios aos clientes

Além de receber a informação sobre o CPF ter sido ou não comprometido, será possível ainda parametrizar a relevância da base que você deseja considerar na detecção de vazamentos. Ou seja, um vazamento com 100% dos CPFs da população brasileira poderia ser retirado das validações – ou incluídas – conforme o apetite de risco de nossos clientes.

Também é possível decidir a partir de quantos vazamentos de um determinado CPF nosso cliente deseja ser alertado.

Gostou de mais essa novidade? Se você já é cliente AllowMe e tiver alguma dúvida, é só entrar em contato com o time de atendimento responsável pela sua conta.

Agora, se você ainda não conta com o AllowMe para proteger a identidade digital de seus clientes, nosso time comercial está à disposição para te ajudar! Para entrar em contato, basta preencher este formulário!

Artigo escrito por Felipe Oliveira
Felipe Oliveira é jornalista apaixonado por futebol, mas decidiu levar os esportes apenas como lazer depois trabalhar direto da redação em uma edição de Jogos Olímpicos e uma Copa do Mundo. Formado também em Direito, desde 2019 aceitou o desafio de escrever sobre tecnologia e, em 2021, atuar com marketing no mercado de prevenção à fraude e pagamentos digitais. No tempo livre gosta de assistir a jogos de futebol e matar a saudade da infância com canais de Youtube sobre games antigos.

Relacionados Related