Você já deve ter passado por aquela sensação bastante incômoda de ficar sem o celular durante um período do dia, ou durante mais de um dia, e parecer que “te falta algo”, não? Pois é, e quem não? Acontece que, cada dia mais, o smartphone já deixou de ser só um aparelho nosso e está se tornando uma extensão do nosso corpo (independentemente de isso ser algo benéfico para a humanidade ou não). Mas o fato é que o uso do device na prevenção à fraude também se tornou algo fundamental, ajudando os mais variados negócios a evitar golpes cibernéticos e perdas financeiras.

Uma análise precisa de dispositivo pode indicar uma fraude antes mesmo de um usuário iniciar a navegação em um site um app – afinal, um aparelho móvel ou browser carrega consigo informações como redes de dados ou wifi, geolocalização, sistema operacional, navegador, horário e idioma do aparelho – e centenas de outras variáveis. “Apenas” olhando para o device já é possível se ter uma ideia bastante clara de quem está do outro lado: um cliente legítimo ou alguém bastante suspeito.

Mas qual o peso real do device na prevenção à fraude? Em vez de dizermos nós mesmos, quem dará essa resposta será uma equipe de especialistas do nosso mercado, que convidamos para a participação na próxima AllowMe Session. No dia 28 de janeiro, às 18h (de Brasília), a Lígia Pires (gerente de prevenção a fraudes na OLX), o Alex Feleol (coordenador de cibersegurança e prevenção à fraude na Bemol) e o Fernando Grilo (consultor de prevenção e detecção de fraudes em O Boticário) debaterão ao vivo este assunto, com mediação da Lívia Soares (diretora de revenue no AllowMe).

foto dos participantes do webinar sobre importância do device na prevenção à fraude

As inscrições para o webinar são gratuitas e podem ser feitas diretamente no evento que criamos na Sympla, que você acessa clicando aqui!

Garanta a sua inscrição, pois enviaremos o link da transmissão ao vivo somente por e-mail no dia do webinar.

Enquanto não chega a data da próxima AllowMe Session, veja a última conversa que organizamos por aqui, em que debatemos como foram os primeiros 30 dias da operação do PIX no Brasil, com as presenças de Victória Brosko (enjoei), Glauco Sampaio (Cielo) e Lee Waisler (Santander), além da mediação do Gustavo Monteiro (AllowMe).